May 20, 2024
Eu fiz 70 repetições de man makers todos os dias por uma semana – aqui está o que aconteceu.

Eu fiz 70 repetições de man makers todos os dias por uma semana – aqui está o que aconteceu.

Eu fiz 70 repetições de “man makers” todos os dias por uma semana – aqui está o que aconteceu

Se você já se aventurou no mundo do fitness, pode ter ouvido falar do infame exercício conhecido como “man maker”. Trata-se de um movimento de corpo inteiro que combina uma série de exercícios, incluindo burpees, push-ups, renegade rows e um clean and press com halteres. É um exercício desafiador que promete trabalhar todos os principais grupos musculares e aumentar a resistência cardiovascular.

Decidi me desafiar e fazer 70 repetições de “man makers” todos os dias por uma semana para ver quais seriam os resultados. Aqui está o que aconteceu:

Dia 1: Começando com o pé direito

No primeiro dia, estava um pouco nervoso para começar. Sabia que 70 repetições de “man makers” seriam um desafio, mas estava determinado a completar a tarefa. Comecei com um aquecimento adequado e depois comecei a fazer as repetições. Foi difícil no início, mas consegui completar todas as 70 repetições. Senti-me exausto, mas também orgulhoso de mim mesmo por ter conseguido.

Dia 2: Dor muscular intensa

No segundo dia, acordei sentindo dores musculares intensas em todo o corpo. Parecia que todos os meus músculos estavam protestando contra o castigo que eu os havia submetido no dia anterior. Mesmo assim, forcei-me a fazer as 70 repetições de “man makers”. Foi muito mais difícil do que no dia anterior, e tive que parar algumas vezes para descansar. No final, estava exausto, mas determinado a continuar.

Dia 3: A mente contra o corpo

No terceiro dia, a batalha entre minha mente e meu corpo se intensificou. Minha mente queria desistir e descansar, mas meu corpo estava determinado a continuar. Eu me forcei a completar as repetições, mas foi um desafio mental e físico. No final, senti-me esgotado e perguntei-me se seria capaz de continuar nos próximos dias.

Dia 4: Sentindo-se mais forte

No quarto dia, algo surpreendente aconteceu. Apesar de ainda sentir dores musculares, percebi que estava mais forte. Foi mais fácil completar as 70 repetições de “man makers” e não precisei parar tantas vezes para descansar. Senti-me confiante e motivado a continuar o desafio.

Dia 5: Superando limites

No quinto dia, percebi que estava superando meus próprios limites. As 70 repetições de “man makers” se tornaram parte da minha rotina diária, e já não parecia tão assustador quanto antes. Ainda estava exausto no final, mas sentia-me mais forte e mais resistente.

Dia 6: Enfrentando a fadiga

No sexto dia, a fadiga começou a se tornar um grande desafio. Meus músculos estavam cansados e minha energia parecia estar se esgotando. Foi difícil completar as 70 repetições, e tive que me esforçar ao máximo para não desistir. No entanto, consegui terminar mais um dia do desafio e sabia que só faltava mais um dia para o final.

Dia 7: Conclusão do desafio

No sétimo e último dia do desafio, senti uma mistura de emoções. Por um lado, estava aliviado por ter completado uma semana inteira de 70 repetições de “man makers”. Por outro lado, estava um pouco triste por ter que me despedir do desafio que me fez sentir mais forte e mais determinado.

No final, os resultados foram impressionantes. Além de me sentir mais forte e mais resistente, também percebi uma melhora na minha forma física geral. Minha resistência cardiovascular aumentou significativamente, e meus músculos pareciam mais tonificados e definidos.

No entanto, também aprendi a importância de ouvir meu corpo e respeitar meus limites. Fazer 70 repetições de “man makers” todos os dias foi um desafio extremo, e é importante não exagerar e provocar lesões.

Em conclusão, o desafio de fazer 70 repetições de “man makers” todos os dias por uma semana foi uma experiência intensa, mas gratificante. Foi um lembrete do poder da determinação e da persistência, e mostrou-me que sou capaz de superar desafios difíceis. Estou ansioso para ver como posso continuar a me desafiar e superar meus próprios limites no futuro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *